Resenha: DÉCIMA SINFONIA

https://cheirodelivronacional.com.br/wp-content/uploads/2020/09/4-1.png

Kate sempre acompanhou sua mãe no trabalho, ela entende muito sobre cozinhas coisas gostosas e garante o emprego. Ela gosta muito do ambiente, o casal Lavorini é educado e encantador, seu filho mais novo, Luke, é um grandalhão com um coração  maior ainda e logo vira amigo de Kate, assim como é de todos os funcionários. O problema é o filho mais velho, Anthony, ele é bem reservado, depois do sufoco que passou com a doida da última empregada ele não quer mais aproximação com nenhuma funcionária da casa, teme que ela também entenda sua gentileza de forma errada. Assim ele é mais rude com Kate e não permite muita aproximação.

Mas Kate é pura gentileza e logo Anthony não resiste se aproximar mais dela, eles se tornam bons amigos, principalmente depois que descobrem uma paixão em comum: o piano. Kate aprendeu a tocá-lo na casa dos patrões de sua mãe, ela ama e sonha se tornar musicista, mas sabe que é um futuro difícil de alcançar pela sua situação no momento. Anthony e toda a família Lavorini percebem o talento e humildade de Kate, e logo dão um jeitinho para ajudá-la a ficar mais próximo desse sonho.